A perfeição da natureza captada num disparo de câmara fotográfica

A foto perfeita

Durante seis anos, Alan McFadyen gastou 4.200 horas e 720.000 fotografias para tentar atingir a perfeição. Por perfeição leia-se: o momento de um guarda-rios a mergulhar simetricamente na água.

O desafio torturante de Alan, fotógrafo amador, não se baseava unicamente na arte. Ele queria homenagear o seu avô, Robert Murray, que há 40 anos o levara para um lago perto de Kirkcudbright, na Escócia, para ver os guarda-rios.

Agora, Alan espera passar esta paixão pela biodiversidade aos seus filhos, a começar pelo mais velho, Leighton, de oito anos. “Não há muitas pessoas no mundo que tenham esta fotografia. Os guarda-rios mergulham tão rápido que uma boa foto precisa de muita sorte – e muita paciência”, explicou Alan.

“Esta foto tinha de ser perfeita, com o guarda-rios direito e sem splash na água. Tinha de estar no sítio certo, ter sorte mas também o pássaro estar na posição perfeita”, explicou.

Alan conta que nunca esqueceu as visitas ao lago escocês com o seu avô. Quando pegou na máquina fotográfica, há seis anos, ele decidiu que aquele local seria o foco da sua atenção e, desde então, tirou centenas de fotografias por dia, durante 100 dias por ano.

Ao todo, Alan terá passado 175 dias a tentar a sua foto perfeita. Ao vermos a fotografia é fácil chegar a uma conclusão: a paciência compensa!

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta

Patrocinadores

css.php