colmeias

O número de colmeias instaladas nos telhados e logradouros de Londres triplicou desde 2010 e os principais impulsionadores da tendência são os bares e restaurantes, que começaram agora a reconhecer a complexidade de sabores do mel urbano.

“Estas são três coisas que captam, verdadeiramente, a imaginação das pessoas: dinossauros, robôs e abelhas. Não sei porquê mas há alguma coisa nas abelhas que fascina o público”, afirma Richard Glassborow, director da Associação de Apicultores de Londres.

“Para os restaurantes esta é uma extensão lógica na identificação dos seus fornecedores. Poder dizer ‘isto vem das nossas colmeias’ deve ser muito gratificante, tanto para os chefs como para os clientes”, acrescenta.

Um dos exemplos destacados pelo jornal britânico é o restaurante “The Dairy”, que tem quatro colmeias instaladas no seu terraço ajardinado. “Nada permite dar um melhor sabor do que esta ligação ao jardim, todo o ciclo dos alimentos e ver de onde nascem”, indica o sub-chef do estabelecimento, Ben Rand.

Segundo escreve ainda o Daily Telegraph a diversidade de plantas que cresce na cidade de Londres permite obter um mel de sabores mais complexos e através do incentivo da instalação de colmeias é possível proteger as abelhas.

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta