Maior parque eólico da Europa vai nascer numa ilha artificial no Mar do Norte

power link

Localização: Mar do Norte. Área: seis quilómetros quadrados, qualquer coisa como 48 campos de futebol. Objectivo: fornecer energia a cerca de 80 milhões de consumidores europeus. Esta é apenas uma breve descrição do projecto Power Link, uma ilha artificial na Dinamarca que será o maior parque eólico da Europa.

Segundo a ABC, este paraíso energético artificial estará equipado com milhares de turbinas eólicas ao redor de todo o perímetro, sendo capaz de providenciar electricidade a perto de 80 milhões de pessoas.

Construída sobre um banco de areia – o Dogger Ban- a Power Link nascerá numa área de ventos fortes, águas pouco profundas, e perto de 200 milhões de metros cúbicos de areia, ficando algures entre a Grã-Bretanha, Holanda, Bélgica, Alemanha, Noruega e Dinamarca. O investimento neste gigante projecto deverá rondar os 1.500 milhões de euros, segundo as melhores estimativas.

Mas como funcionará na prática este “paraíso energético”? As turbinas eólicas vão estender-se até ao meio do mar, ficando ligadas à ilha por cabos não muito grandes. E são exactamente estes cabos que funcionarão como transmissores entre os mercados energéticos de vários países, e irão, consequentemente, permitir a compra e venda de electricidade entre eles. Uma zona aeroportuária, para o transporte, armazenamento e manutenção dos vários componentes, faz igualmente parte do plano.

Já conhecida como o “Sillicon Valley do Mar do Norte”, esta ilha eólica criada por mão humana quer provar que a cooperação entre empresas ligadas à energia é o caminho a seguir para potenciar a utilização eficiente dos recursos naturais de cada país e um futuro livre de combustíveis fósseis.

Foto: via Creative Commons 

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta

Patrocinadores

css.php