A gruta invisível

 

Não há muitos locais, no Planeta, que permaneçam invisíveis e intocados, mas uma excepção à regra localiza-se, ironicamente, bem no centro da Europa, na Eslováquia. Três caminhantes eslovacos acabaram de descobrir uma série de túneis subterrâneos que os levaram a uma gruta invisível, escondida numa floresta local.

O grupo diz que a gruta não faz parte de nenhum mapa, ainda que fosse de conhecida de uma mão-cheia de habitantes locais. Segundo o grupo, a gruta foi utilizada, em tempos, como ponto de escape para alguns soldados, na Segunda Guerra Mundial, mas o seu acesso não é propriamente fácil: há locais onde a passagem tem apenas alguns centímetros.

O fotógrafo Robert Nemeti e os amigos Istvan Gallai e Tibor Balint dizem que a gruta está situada 300 metros acima de uma montanha, perto do desfiladeiro de Zadielska Tiesnava. A gruta está tão bem dissimulada que é quase impossível de encontrar – até para quem a conhece e já lá esteve dezenas de vezes.

Conhecida como Marcilyuka pelos habitantes locais, a gruta foi criada por rios subterrâneos que desceram da planície, há milhares de anos. De acordo Istvan Gallai, a gruta já foi alvo de tentativa de mapeamento, mas os esforços foram abandonados devido ao seu tamanho e profundidade – alguns dos túneis são tão pequenos que se tornam impossíveis de navegar.

“A gruta tem áreas muito estreitas e assustadoras. Depois de passarmos o caminho mais difícil, tivemos uma vista fantástica do quarto interior. O local é muito perigoso”, concluiu Tibor Balint.

Deixar uma resposta