De prisão a magnífico destino turístico

mergulhar na praia submersa da Estónia

A poucos mais de 40 km de Tallinn, noroeste da Estónia, há um lugar que desperta a curiosidade de turistas ávidos de descobrir o mundo com uma garrafa de oxigénio nas costas. Submersa em águas poucos límpidas fica Rummu, uma antiga prisão que virou local de visita para mergulhadores de todo o mundo.

Criada em 1931 pela União soviética para acolher os criminosos de então, a prisão de Rammu caiu em desgraça com a queda do regime soviético e da independência da Estónia.

Com o passar dos anos, o abandonado edifício foi sendo engolido pela subida das águas e pelo avançar da areia. Antigo palco de trabalho forçado e criminalidade, hoje a velha prisão fica numa pequena praia conhecida por Lagoa Azul.

É possível mergulhar até aos 40 metros de profundidade e conhecer o passado de tão tenebroso lugar, hoje destino turístico para muitos, como se vê neste vídeo.

Fotos: Reveriechaser 

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta

Patrocinadores

css.php