Estas cidades são o paraíso para os amantes de bicicletas

copenhaga

O que têm em comum Amesterdão (Holanda), Barcelona (Espanha), Berlim (Alemanha) e Copenhaga (Dinamarca)? Algumas das melhores infra-estruturas para os amantes das duas rodas, incluindo ciclovias seguras e de grandes dimensões, e ruas sem tráfego automóvel. Conheça outras razões que tornam estas cidades ideais para andar de bicicleta, segundo o site espanhol El Financiero.

1.Amesterdão: a capital do ciclismo

Em Amesterdão, cerca de 40% das viagens urbanas são realizadas neste meio de transporte.  A cidade é conhecida como a capital da bicicleta, pelos seus serviços e infra-estruturas.

Amesterdão conta com mais de 400 quilómetros de ciclovias sinalizadas, chamadas Fietspad. Para além disso, o seu terreno plano, assim como o bom tempo fazem da bicicleta uma excelente opção de deslocação na cidade.

A cidade tem um sistema público de aluguer de bicicletas para que possa visitar a cidade, estacionamentos seguros e os ciclistas podem transportar bicicletas nos comboios. Por exemplo, a Estação Ferroviária Central de Amesterdão tem lugar para mais de 7.000 bicicletas.

Várias agências no centro da cidade organizam passeios em duas rodas. A MacBike disponibiliza um serviço de aluguer de bicicletas na cidade e oferece uma brochura em várias línguas com conselhos para se deslocar com segurança pela cidade.

2.Barcelona: rotas bem traçadas

Ciclovias, sinais espalhados por todo o lado e mapas para visitar a cidade a pedalar fazem desta cidade espanhola o destino ideal para quem gosta de andar de bicicleta.

Barcelona tem 100 estações de aluguer de bicicletas e um sistema de partilha de bicicletas que arrancou em 2007 com apenas 15 estações e 200 bicicletas, mas que agora tem mais de 186 mil bicicletas distribuídas por 400 estações.

Aproximadamente 10% dos seus habitantes utiliza a bicicleta nas suas deslocações diárias e, para promover o uso seguro das duas rodas, o município disponibiliza no seu site um manual de convivência e segurança para os ciclistas.

Há diversas empresas que organizam passeios de bicicleta, como a Barcelona eBike. Actualmente, Barcelona dispõe de 21.673 lugares de estacionamento para bicicletas e prevê construir estacionamentos subterrâneos para evitar roubos.

3.Berlim: o terreno perfeito para pedalar

A bicicleta é a forma mais prática para se deslocar em Berlim, que tem cerca de 900 quilómetros de ciclovias, além de dispor de um terreno plano, ideal para pedalar.

A cultura ciclista está tão enraizada nesta cidade que as bicicletas têm o seu próprio “bilhete de metro”, ou seja, sempre que alguém comprar um bilhete de metro ou de autocarro poderá utilizar gratuitamente uma bicicleta, e existem multas específicas para ciclistas.

É muito fácil alugar uma bicicleta na cidade, sobretudo em algumas estações chamadas DB-Bike, que disponibilizam o Call a Bike, um serviço da Deustche Bahn – empresa de transporte ferroviário da Alemanha. Existem ainda pequenas estações de bicicletas pertencentes a empresas privadas e hotéis.

Para garantir uma maior comodidade aos ciclistas, existem ainda serviços na Internet para aluguer de bicicletas como o Bike Surfing Berlim. Há estabelecimentos onde, além do aluguer de bicicletas, o cliente pode beber um café como em Keirin, e também algumas alternativas ecológicas como Go Green Garage, loja de partilha de bicicletas.

4.Copenhaga: a cidade onde há mais bicicletas que carros

Um em cada três habitantes recorre à bicicleta para ir para o trabalho e é comum vermos executivos vestidos a rigor a pedalarem pela cidade dinamarquesa.

Este destino é ideal para andar de bicicleta desde 1880, segundo o site El Financiero. As infra-estruturas existentes na cidade convertem-na num lugar ideal para pedalar, uma vez que possui 400 quilómetros de ciclovias seguros e separados das vias destinadas ao tráfego automóvel.

Por toda a cidade, existem lojas para alugar bicicletas. Os preços variam entre os 10 euros por dia e os 49 euros por semana.

Para uma alternativa mais barata, os turistas podem optar por usar gratuitamente uma das bicicletas públicas que se encontram no centro de Copenhaga.

 

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta

Patrocinadores

css.php