Os morcegos desaparecidos

Durante anos, os ambientalistas japoneses perguntaram-se onde se escondiam milhares de morcegos para escapar ao rigoroso Inverno do país. A resposta finalmente chegou: numa montanha da ilha de Shikoku, uma das mais pequenas do Japão.

A descoberta foi feita pelo investigador Kei Nomiyama, que encontrou 4.000 morcegos a hibernar num túnel público das montanhas de Kochi. Esta espécie – rhinolophus cornutus – é típica do Japão e, possivelmente, da China, e habita as florestas temperadas. Porém, os últimos anos não têm sido fáceis para este mamífero – ainda que não esteja em perigo de extinção na lista do IUCN, ele sofre da perda de habitat.

De acordo com os investigadores japoneses, existem apenas 41.000 morcegos desta espécie no globo, um decréscimo de 67% em relação aos dados dos anos 90. “Durante muitos anos, pesquisadores de morcegos procuravam qual a sua colónia de Inverno, uma vez que eles desapareciam completamente”, explicou Nomiyama. “Este fenómeno sempre foi um completo mistério para os investigadores”.

Durante os meses de Inverno, quando as temperaturas caem drasticamente, os morcegos hibernam em grutas. Neste caso, numa gruta construída pelo homem. “A gruta artificial situa-se numa montanha da ilha de Shikoku. Para lá chegar, tive de guiar durante três horas”, explicou.

Ainda que a exacta localização da gruta não seja conhecida, uma vez que os investigadores não dão as coordenadas, ela deverá ficar numa espécie de canal de acesso à montanha.

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta