Saúde: Portugueses pouco interessados em fazer exercício físico

sedentarismo

Menos de uma hora e meia de exercício semanal. É este o tempo despendido por mais de dois terços dos portugueses na prática de alguma actividade física. Alias, a grande maioria dos inquiridos desvaloriza a importância da actividade física, não lhe conferindo lugar de destaque na sua vida.

Segundo as conclusões do inquérito divulgado hoje pela Fundação Portuguesa de Cardiologia, 67% dos inquiridos admite ter uma vida sedentária, com 49% a revelar mesmo que o exercício físico não desperta qualquer interesse em si. As caminhadas (25%) e o futebol (10%) são apresentadas como as actividades de eleição para os inquiridos, mesmo que depois no dia-a-dia não sejam praticantes regulares.

Mesmo assim há ainda 33% da população que se considera activa, com as caminhadas a serem a actividade preferida para 46% dos participantes, enquanto 17% prefere o ginásio/musculação e 12% o futebol.

Outro dado interessante revelado neste estudo revela que, entre os activos, 49% encara o exercício como uma obrigação, mais um item na sua lista diária de tarefas a cumprir.

Se há falta de actividade física, juntarmos o número de horas que em média um português passa sentado ao longo do dia – cerca de 4,3 horas diárias- surgem alguns factores de risco para a saúde preocupantes. Alias, uma percentagem de 29% admite mesmo que passa entre cinco a dez horas por dia sentado.

Apresentado formalmente hoje, o inquérito da Fundação Portuguesa de Cardiologia tem como objectivo alertar os portugueses para os riscos da falta de actividade física, bem como demostrar aos mais sedentários os benefícios que o exercício físico tem na prevenção de doenças cardiovasculares.

Foto: via Creative Commons 

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta

Patrocinadores

css.php