O comboio que rasga as montanhas

O Bernina Express, que liga Chur, na Suíça, a Tirano, Itália, tem a fama – e o proveito – de circular na linha ferroviária mais alta dos Alpes. E, por consequência, na Europa. A composição, que passa em Opsizio Bernina, a 2.253 metros de altitude, foi fotografada por Marco Bottigelli e Francesco Vaninetti, que fizeram questão de fazer o contraste entre a paisagem branca e o comboio vermelho.

“Nunca vi nada como este comboio. É espectacular”, explicou ao Mail Online Marco Bottigelli. “A nossa parte favorita da viagem foi a passagem pelo viaduto Landwasser. O comboio sai de uma gruta da montanha, vira à direita para uma ponte de pedra com seis arcos, a 65 metros de altura do chão”, continuou.

A linha ferroviária tem 120 quilómetros e passa por 55 túneis e 196 pontes. “No dia anterior tinha havido um grande nevão. Toda aquela região ficou branca, como um Inverno maravilho de um livro de fadas”, concluiu.

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta