Alterações climáticas e poluição atmosférica colocam em risco ecossistemas da Bacia do Mediterrâneo

mediterraneo

O alerta surge de uma equipa europeia de investigadores, que refere ser urgente estabelecer redes de monitorização mais robustas e de larga escala nesta região. As consequências das alterações climáticas e da poluição atmosférica não podem ser dissociadas, já que interagem entre si agravando-se mutuamente. Os investigadores frisam a necessidade de estudos mais aprofundados e uma abordagem conjunta nas políticas de preservação ambiental.

“As consequências da poluição e das alterações climáticas não podem ser dissociadas, mas esta interacção ainda não é tida em conta no desenvolvimento de novas políticas de preservação ambiental.”, explica Silvana Munzi, co-primeira autora do estudo e investigadora do cE3c – Centro de Ecologia, Evolução e Alterações Ambientais.

“A poluição atmosférica na Bacia do Mediterrâneo ocorre sobretudo na forma de partículas, deposição de azoto e ozono troposférico, que têm origem em actividades industriais, construção, emissões de veículos e práticas agrícolas. “

Segundo o CAPERmed (Comité para Investigação sobre os Efeitos da Poluição Atmosférica sobre os Ecossistemas Mediterrânicos), em contexto europeu “esta poluição é exacerbada pelas secas mais frequentes e pela estabilidade típica de massas de ar na região, com consequências importantes para a saúde humana e para os ecossistemas. Infelizmente, os efeitos desta interacção sobre a estrutura e função dos ecossistemas mediterrânicos ainda não foram adequadamente quantificados e, portanto, as suas consequências são mal compreendidas”, explicam.

O grupo de trabalho que agora apresenta algumas conclusões sobre este problema ambiental começou a investigação em 2014 na Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa. O objectivo inicial, e que se mantém constante até hoje, tem sido o de criar uma plataforma de trabalho comum para coordenar estudos sobre poluição de ar e as suas interacções com as alterações climáticas na Bacia Mediterrânica. Um projecto científico para descobrir e ir acompanhando aqui.

Foto: via Creative Commons

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta

Patrocinadores

css.php