A dura realidade dos agricultores

Em qualquer parte do mundo, ser agricultor significa trabalhar sete dias por semana – 52 semanas por ano – ter uma vida dura e estar à mercê das grandes multinacionais da indústria alimentar e da Natureza.

O fotógrafo Elliot Ross, nascido em Nova Iorque, viveu algum tempo com o agricultor Jim Mertens e a sua família para retratar, com imagens, o seu dia-a-dia e a dureza da sua profissão. O resultado é uma série de fotos – The Reckoning Days – que evidencia as lutas diárias destes homens e mulheres que, nos últimos anos, têm sofrido todas as turbulências – económicas e naturais.

Segundo Ross, o agricultor norte-americano tem hoje vários dilemas, sendo que um deles é abraçar uma vida de pobreza efectiva devido aos movimentos dinâmicos da indústria com a qual conta para sobreviver e condições climatéricas extremas.

O trabalho de Ross tem como pano de fundo outros similares realizados nos anos 30 e 40, durante a Grande Depressão – o fotógrafo espera que o seu projecto inspire os norte-americanos a tentar resolver os problemas dos agricultores e trabalhadores desta indústria em crise.

Deixar uma resposta