Dois bons amigos!

O fotógrafo amador Nico van Amstel captou o momento em que duas tchilunadas entram nas narinas de um búfalo, na Tanzânia, para comerem tudo o que por lá exista para comer. Estas pequenas aves são conhecidas por se alimentarem quase inteiramente de parasitas encontrados em grandes mamíferos, como a zebra, búfalo e girafa. Desta vez, porém, elas quase entraram totalmente com o seu corpo no nariz do impávido búfalo.

Para além do nariz, as tchiluandas aspiram os ouvidos destes mamíferos, que não só as deixam trabalhar em paz como, garantidamente, agradecem a gentileza.

Na verdade, a parceria entre o tchiluanda e estes grandes mamíferos é mais vasta. A ave africana vive à custa dos búfalos, rinocerontes, girafas ou zebras. Mas cata as carraças que se alojam nas suas orelhas, nariz ou pele grossa, usando o bico pequeno e afiado para retirar os restos de comida que se alojam nos dentes.

Ao mesmo tempo que se alimenta, alivia o rinoceronte do vampirismo da carraça e impede que os seus dentes apodreçam e ele acabe por morrer à fome. Por outro lado, faz ainda de sentinela, avisando os animais da presença de inimigos através de um grasnado agudo.

Deixar uma resposta