UE dá puxão de orelhas a Polónia. Motivo? Abate de árvores

O último aviso por parte da União Europeia já foi enviado à Polónia: caso o país não pare imediatamente com o abate em larga escala na floresta virgem de Białowieża, haverá consequências.

Considerada Património Mundial da Unesco desde 1979, a floresta virgem de Białowieża está no centro de uma polémica ambiental que não parece ter um fim simples à vista. De um lado surgem as autoridades europeias, preocupadas com o abate em grande escala que se tem verificado neste local nos últimos tempos. Os órgãos responsáveis da União Europeia defendem que, com este abate, pode estar em causa a imensa biodiversidade deste local.

Do outro lado da questão surge a Polónia, que defende a sua posição ao afirmar que o abate de árvores neste local tem como finalidade proteger os visitantes do risco de queda de árvores, ameaçadas por uma praga de escaravelhos que está a matar os abetos e tantas outras espécies.

Com uma área superior a três mil metros quadrados na Polónia e Bielorrússia, a floresta Bialowieza é considerada a última floresta virgem da Europa. Casa para mais de 20 mil espécies animais e poiso para algumas das mais altas árvores do continente, Białowieża pode vir a sofrer um corte de mais de 180 mil metros cúbicos de madeira nas áreas não protegidas da floresta nos próximos dez anos.

Foto: via Creative Commons

Deixar uma resposta

Patrocinadores

css.php