Aquecimento global

Segundo noticia da Lusa, a Agência Internacional de Energia (IEA) alerta para a necessidade de um crescimento “rápido e agressivo” da utilização de energia limpa, apontando ainda o período até 2030 como “uma janela crítica” para promover a investigação tecnológica neste sector das energias renováveis. Para a IEA, só assim se poderiam garantir emissões carbónicas reduzidas em 2060 e, dessa forma, prevenir que a temperatura média mundial suba 2,7 graus até 2100.

No relatório anual, a Agência defende ainda que a meta de limitar a subida a 1,5 graus defendida no Acordo de Paris – do qual os Estados Unidos da América se vão retirar – é tecnicamente atingível, mas alerta para o fosso imenso entre a prática actual e o que é preciso para atingir o objectivo de travar o aquecimento global.

Foto Creative Commons

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta