O Sol está a pôr-se por todo o território nacional, marcando o fim do dia mais longo do ano. Hoje celebra-se o solstício de Verão e o início da estação mais quente, um momento que tem tanto de espiritual como de científico. Aqui ficam alguns factos que talvez não saiba:

1. Os solstícios são “os pontos da eclíptica em que o Sol atinge as posições máxima e mínima de altura em relação ao Equador”, tal como se lê no site do Observatório Astronómico de Lisboa. Ou seja, é o momento em que o Sol, durante seu movimento aparente na esfera celeste, atinge a maior declinação em latitude, medida a partir da linha do Equador. Ocorrem duas vezes por ano: em Dezembro (de Inverno) e em Junho (de Verão). O dia e hora exacta variam de um ano para outro.

2. O solstício ocorreu precisamente às 5h24 da madrugada, hora de Portugal Continental. Esse momento marcou o início do Verão no hemisfério norte.

3. Ao contrário do que se pensa, não é na altura do solstício de Verão que a Terra está mais perto do Sol. Pelo contrário, é quando está mais longe. A distância da terra em relação ao Sol afecta pouco as estações de ano, onde o que importa realmente é a inclinação do eixo de rotação da terra (de 23.4 graus) e é nesta altura que o hemisfério norte está mais inclinado para o Sol.

solisticio verão

4. É o único dia do ano em que todo o Círculo Ártico tem 24 horas de sol, embora os dias precedentes e seguintes possam dar a mesma sensação.

5. O solstício ocorre exactamente na mesma altura em todo o globo, embora as horas possam variar devido às diferenças horárias. No hemisfério sul também se celebra o solstício, mas agora referente ao Inverno.

6.O nome deriva da palavra “sol” e “sestice”, que significa “parar”. Porque é nesta altura que a sua elíptica atinge a posição mais a norte, exactamente sobre o Trópico de Câncer, pelo que “está parado” sem se mover quer para norte, quer para sul.

7. Marca o início do Verão. Esta estação prolonga-se por mais 93,65 dias, até ao próximo equinócio que ocorre no dia 22 de Setembro, às 21h02 minutos.

8. Na linha do Equador a duração dos dias é fixa ao longo das estações, com 12 horas de luz e 12 horas de noite. Ou seja, aqui não há como dizer se um solstício é de Verão ou de Inverno.

9. Desde a antiguidade que o solstício é festejado por todas as culturas, geralmente associado a rituais de fertilidade. Ainda hoje se honra o Sol em festivais, sobretudo nos países nórdicos e em Stonehenge, no Reino Unido. Em Portugal, no complexo megalítico dos Almendres (2000 anos mais antigo do que o inglês), o Menir dos Almendres aponta exactamente para o nascer do sol quando visto de dentro do círculo.

10. Os surfistas escolheram este dia para o International Surfing Day, um evento eco-friendly para celebrar o estilo de vida ligado ao surf e a sustentabilidade dos oceanos.

Fotos: Creative Commons e Wiki Commons

Deixar uma resposta