Sementes Vivas

Paulo Martinho é um jovem agricultor responsável pelo projecto Sementes Vivas, que fundou em Idanha-a-Nova em 2015, e acabou de vencer o prémio de “Melhor jovem agricultor 2017”, distinção atribuída no 5.º Concurso Nacional de Jovens Agricultores, promovido pela Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP). O concurso pretende divulgar o trabalho dos mais jovens nas zonas rurais e o trabalho das Sementes Vivas merece divulgação, porque dele, também, depende o futuro dos alimentos biológicos.

De facto, a maioria dos produtos hortícolas biológicos actualmente disponíveis é produzida a partir de sementes convencionais, e centenas de variedades têm mesmo vindo a desaparecer do mercado desde a década de 1970. A oferta de sementes biológicas é portanto muito limitada, daí a ameaça…  A existência de sementes biológicas e biodinâmicas, de acesso livre, será fundamental para mantermos a soberania alimentar. E o catálogo da Sementes Vivas apresenta já mais de 40 variedades de produção própria e 30 de uma empresa alemã associada, aqui desenvolvidas por serem mais apropriadas para o clima mediterrânico.

A empresa conta com talentos de 19 nacionalidades diferentes, e um terreno de 25 hectares para desenvolver a sua actividade, que completa com várias parcerias. E pode saber onde encontrar os seus produtos no site.

Deixar uma resposta