Durante séculos a humanidade teve pavor de ataques de morcegos mas, pelo menos no último século, esse pavor foi maioritariamente injustificado. Até agora. Nos últimos três meses, cerca de 40 pessoas foram atacadas por morcegos em estados do nordeste brasileiro, provocando um morto.

A culpa, dizem os cientistas, é da desflorestação da Amazónia, que está a provocar o desaparecimento dos habitats naturais desta espécie, bem como a colocar o ser humano num contacto cada vez mais próximo com os morcegos. As mordidas de certas espécies de morcegos podem provocar raiva que, se não for tratada atempadamente, pode conduzir à morte. O problema com este tratamento é que é dispendioso, pelo que se torna num bem raro precisamente onde é mais necessário, como estas regiões remotas da Amazónia.

Em Portugal, pelo contrário, não existem motivos de alarme e os morcegos têm vindo a  desempenhar crescentemente um papel fundamental na agricultura, funcionando como um excelente controlo de pragas.

Foto: Creative Commons

Deixar uma resposta