O Espaço Atmosfera M, em Lisboa, foi o palco para a assinatura do protocolo de apoio entre a Fundação Montepio e mais 18 instituições sociais distribuídas por nove distritos de Portugal, no âmbito do programa FACES – Financiamento e Apoio para o Combate à Exclusão Social.

“A Inovação e o Desenvolvimento social mais do que um objectivo, são uma responsabilidade de todas as Organizações que intervêm junto de públicos desfavorecidos e em situação de exclusão”, afirmou Domingos Rosa, Presidente do Conselho de Administração da Fundação AFID Diferença, uma das organizações contempladas por esta linha de financiamento cujo objectivo é a valorização de iniciativas inovadoras que apresentem condições de sustentabilidade.

Procurando dar continuidade às prioridades definidas nos anos anteriores e conhecer o trabalho realizado em parceria por organizações em todo o território nacional, o FACES surge para dar resposta ao financiamento de projectos para intervenção social na promoção da empregabilidade das pessoas com deficiência, inclusão de crianças e jovens em situações de risco ou respostas inclusivas para famílias vulneráveis e pessoas sem abrigo. “A Fundação Montepio tem tido essa preocupação e tem privilegiado o apoio à capacitação e qualificação das organizações. Numa forma metafórica e socorrendo-me da típica gíria portuguesa diria que o faz, dando a cana para as ensinar a pescar”, conclui a responsável pela organização.

Com este programa de financiamento, a Fundação Montepio afecta 278 mil euros a iniciativas inovadoras, assentes em parcerias e que sejam sustentáveis. 

Deixar uma resposta