mercedes emblema

A marca alemã anunciou que irá recolher três milhões de carros a diesel por toda a Europa. A  operação vai começar nas próximas semanas e estender-se por um período relativamente largo, dado o número de veículos em causa. 

A Mercedes tem estado debaixo de fogo, à medida que se acumulam provas de que os seus veículos também não cumprem com as normas de emissões estabelecidas pela União Europeia. A decisão segue-se assim a outras recolhas, já efectuadas na Alemanha (e destinadas a alguns veículos compactos e utilitários) e antes ainda de uma reunião agendada com o responsáveis do  governo alemão, para discutir o tema. A marca procura portanto evitar a  “Volskwagenização” do seu caso.

Em comunicado, o CEO da construtora alemã, Dieter Zetsche, refere: “O debate público sobre motores diesel tem criado incertezas – especialmente entre os nossos clientes. Daí termos decidido medidas adicionais para assegurar e fortalecer a confiança nos condutores dos nossos carros a gasóleo”. O comunicado, divulgado pela Daimler, a casa mãe, conclui também que assim, “está a dar um contributo significativo para a redução das emissões de óxidos de nitrogénio nos veículos a diesel nas cidades”.

A medida não terá custos para os proprietários, mas um valor orçado em cerca de 220 milhões para a marca.

Foto: Public Domain CCO

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta