agricultora

Nos últimos cinco anos sensivelmente, a agricultura portuguesa está a sofrer uma revolução com a chegada de novos agricultores (e agricultoras) com muito mais formação do que vinha sendo hábito no nosso país. Agricultores que trazem novas técnicas, apostam em tecnologia, arriscam com novos produtos e investem no lado comercial, sobretudo na exportação, aproveitando o mercado europeu. Como resultado, as exportações estão a crescer e a produção agrícola atingiu, no ano passado, 6,84 mil milhões de euros, o valor mais alto de sempre. Este resultado conseguiu-se com menos agricultores, pelo que existe ainda muita margem de crescimento. Como disseram ainda recentemente alguns dos melhores chefs do mundo, reunidos para pensar na gastronomia do futuro, os agricultores serão as estrelas do amanhã, roubando-lhes o papel de actor principal.

Hoje, 13 de Julho, comemora-se o Dia do o agricultor, num momento quem que “ser agricultor em Portugal passou a ser prestigiante”, como refere a Quercus em comunicado, destacando o papel fundamental do agricultor na conservação dos solos, paisagem e recursos naturais. Sendo assim, continua a associação “é necessário, na próxima revisão da PAC, envolver os agricultores que estão interessados ​​em fazer parte da solução e não do problema. Para começar a incentivar os agricultores a trabalharem com a natureza, em vez de contra ela. é igualmente tempo para deixar de matar pragas para se começar a lidar com elas.”

Até porque estes novos agricultores que agora chegam aos meios rurais trazem um maior respeito pelo ambiente, promovem uma menor mobilização do solo e um uso mais sofisticado das regas. Tudo pontos positivos para a Quercus, que ainda alerta para alguns “maus exemplos verificados, tais como olivais intensivos, grandes áreas de culturas protegidas (estufas), uso excessivo de pesticidas, técnicas erosivas e utilização de OGM – Organismos Geneticamente Modificados.”

“Boa Alimentação, Boa Agricultura – Agora!” é o título da Declaração da Sociedade Civil sobre a Reforma das Políticas Agrícolas Europeias (do inglês, The Civil Society Statement on the Reform of European Agricultural Policies “Good Food, Good Farming – Now!) que a Quercus espera sejam a base para a reforma da PAC (Política Agrícola Europeia) pós-2020.

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta