bicicleta oregon

De facto, andar de bicicleta é bom para a saúde, reduz os custos com cuidados médicos, e  é bom para o ambiente, retirando trânsito da estrada, diminuindo as emissões de gases e a poluição sonora, e a sua construção tem uma pegada ecológica inferior a qualquer outro meio de transporte, por isso , será de esperar que os governos procurem incentivar os ciclistas, não o contrário. Mas foi precisamente isso que fez o estado do Oregon, ao decidir criar uma taxa para os ciclistas. Assim, quem tiver uma bicicleta que custe pelo menos 200 dólares (170 euros), terá de pagar uma taxa de 15 dólares (13 euros).

“É um passo sem precedentes na direcção errada,” disse o editor da revista BikePortland ao jornal The Washington Post, “estamos a taxar o meio de transporte mais saudável, mais económico, mais amigo do ambiente, mais eficiente e mais sustentável que alguma vez foi inventado pela espécie humana.”

Uma luta que não trava sozinho, já que decisão enfureceu a maioria dos ciclistas num dos estados norte-americanos onde esta cultura é mais forte. A capital do Oregon, Portland, foi considerada a terceira cidade mais amiga dos ciclistas em 2016 e 7,2% dos residentes deslocam-se neste meio.  

Para a governadora do Estado, no entanto, a taxa poderá gerar receitas de 1,2 milhões de dólares por ano, que serão aplicados para melhorar e expandir a rede de ciclovias. Os adeptos da medida acrescentam ainda, conta também o jornal, que o estado não cobra qualquer imposto sobre o consumo, pelo que os ciclistas nem sequer serão duplamente tributados.  Ou seja, se revertêssemos a taxa em IVA, 15 sobre 200 dá uma taxa de 7,5 por cento. E este é o valor máximo, porque se for uma bicicleta de 2000 paga à mesma 15. Por isso em Portugal, felizmente, não temos a taxa mas se a pudéssemos trocar pelo nosso IVA, era muito bem vinda.

Foto Creative Commons

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta