A busca para encontrar soluções locais para o problema da alimentação mundial ganhou um interveniente de peso. A Plenty é uma start up norte-americana, com sede em São Francisco, e promete quintas interiores, construídas na vertical, para serem estabelecidas em áreas urbanas, ou lá por perto.  As “paredes” são geridas com recurso a micro sensores e luzes LED e “conseguem produzir 350 vezes mais do que a agricultura tradicional” O seu CEO, Matt Bernard, promete: “Depois de uma década de desenvolvimento, a nossa tecnologia é agora a única capaz de fazer crescer alimentos super frescos e limpos, sem serem geneticamente modificados e sem qualquer recurso a pesticidas, ao mesmo tempo que cortámos o consumo de água em 99%”

Uma promessa em que muitos acreditaram, porque numa recente acção de financiamento a Plenty consegui angariar 200 milhões de dólares (171,4 milhões de euros.). E os “apostadores” não eram propriamente desconhecidos, entre eles estavam nomes como os do CEO da Amazon, Jeff Bezzos, e da Alphabet (dona da Google), Eric Schmidt.

A empresa diz que esse financiamento será agora utilizado expansão da rede de quintas e de distribuição, não só nos Estados Unidos, como no Japão e na Europa. Para já. Os primeiros produtos deverão chegar ao mercado no próximo Outono. “Agora estamos prontos para construir a nossa rede de quintas e servir as comunidades em todo o mundo”, referiu Bernard.  

Deixar uma resposta