sandwich-art-pavilion-shinshyo_Japão

Kohtei é um pavilhão de arte construído no Museu e Jardins Zen de Shinshoji, na cidade de Fukuyama, no Japão. Com o objectivo de prestar homenagem a todos os homens que perderam a vida no mar ou como resultado de acidentes industriais, o edifício desenhado pelos arquitectos arquitetos Yoshitaka Lee e Yuichi Kodai do estúdio nipónico Sandwich, tem a forma de um navio que parece flutuar sobre o solo. 

Atravessando o oceano das rochas, o visitante sente a materialidade que o envolve antes de subir uma rampa que o leva a entrar no pavilhão. Lá dentro há escuridão. Espera-o uma instalação do artista japonês Kohei Nawa, conhecido por realizar obras de arte contemporânea centradas na relação entre a tecnologia, a arte e as ciências. Desta vez, a ideia é que o visitante se deixe envolver pelos reflexos mágicos da ondulação.

Construído usando apenas técnicas e materiais tradicionais japoneses – incluindo paus de bambu e milhares de painéis de madeira fina -, todo o exterior do Kohtei está revestido por 250 mil telhas de cipreste, colocadas por um mestre na arte de Kokera-buki, vindo de Kyoto. Segundo os arquitectos, esta “é uma arquitectura que flutua em ondas cercadas por montanhas”, trabalhando com três materiais fundamentais – madeira, pedra e água – e integrando-se harmoniosamente na paisagem: um jardim zen. Ou não fosse este um convite à contemplação…

Foto: Nobutada Omote|SANDWICH

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta