É um couro flexível, suave de um lado e resistente do outro, impermeável, fácil de costurar. Também pode ser tingido com qualquer cor e serve para fabricar malas, cintos, carteiras e outros objectos de marroquinaria. A grande surpresa é que é feito de… cogumelos.

Conhecendo a preferência pela pele de animal no fabrico deste género de objectos e consciente de que esta é uma indústria que envolve crueldade e falta de respeito pela vida de outros seres vivos, a MycoWorks, uma startup norte-americana, descobriu uma forma de fabricar um tecido em tudo semelhante à pele curtida, mas obtido a partir de cogumelos.

Os mycelium são uma espécie particular de cogumelos que existem em abundância na natureza. A sua reprodução e crescimento são bastante rápidos e a sua composição permite o fabrico deste couro tão versátil, quanto ecológico.

Sem a utilização de produtos animais, o couro da MycoWorks garante também processos de fabrico mais amigos do ambiente, já que os níveis de poluição, emissão de carbono e utilização de água são muito menores do que os necessários para o fabrico de couro a partir de pele de animais.

Mais: enquanto uma vaca terá de levar pelo menos três anos a ser criada muitas vezes em condições deploráveis para a qualidade de vida do animal, os cogumelos crescem em menos de três semanas e podem originar pedaços de couro de qualquer tamanho desejado.

O produto final, que dificilmente se distingue do couro animal é ainda 100% biodegradável.

Foto: via Facebook

Deixar uma resposta