esponja de cozinha

Imagine uma população sete vezes maior do que o número de seres humanos actualmente a viverem no planeta Terra. Difícil? Esse é exactamente o número de bactérias a habitarem em apenas um centímetro cúbico da sua esponja de cozinha. Nenhuma delas é propriamente inofensiva.

É inimaginável o número de micro-organismos a viverem na esponja de lavar a louça. Uma população não só numerosa, mas também variada. Ali podem ser encontradas bactérias semelhantes às responsáveis por doenças como pneumonia ou meningite.

Mas o mais preocupante de tudo é o Moraxella osloensis, um micróbio que pode causar infecções graves em pessoas com sistemas imunitários mais débeis. Este micróbio é também o responsável pelo odor que a sua roupa suja deita no cesto pelo que pode ser também a causa do frequente mau cheiro das esponjas.

Segundo a revista Science, testes feitos em laboratório revelaram que limpar a esponja não ajuda a resolver o problema. Pelo contrário, este microorganismo multirresistente adaptou-se aos produtos de higiene e, quando se sente ameaçado aumenta a rapidez com que se reproduz.

Assim a melhor forma de garantir a higiene da sua esponja de cozinha é mesmo deitá-la fora e substituir por uma nova todas as semanas.

Foto: Creative Commons

Deixar uma resposta

Patrocinadores

css.php