George Clooney ajuda 3000 crianças sírias a voltarem à escola

As crianças são as grandes vítimas da guerra na Síria. Refugiadas, estão fora do sistema de ensino mas, no que depender do de George Clooney e da sua mulher Amanda Clooney, uma advogada libanesa especializada em direitos humanos, o seu futuro pode ser risonho.

“Milhares de jovens refugiados sírios estão em risco – em risco de nunca serem uma parte produtiva da sociedade. Educação formal pode ajudar a mudar isso. Esse é o objetivo com essa iniciativa. Nós não queremos perder uma geração inteira porque teve má sorte de nascer no lugar errado na hora errada.” disse o actor no momento em que anunciava um novo programa, através da sua fundação, para levar essas crianças à escola.

A Fundação Clooney aliou-se à Unicef e ao ministério da Educação libanês para criar 7 novas escolas no país, para darem a 3 mil crianças sírias a esperança de um futuro bem diferente do que seus pais tiveram.  O casal Clooney angariou 2,5 milhões de dólares aos quais se somam ainda mais 1 milhão em apoio tecnológico cedido pela HP.

O Líbano já educa as crianças sírias em escolas públicas, num sistema de “segundo turno”, em que as escolas oferecem aulas adicionais à tarde exclusivamente para elas.

“O nosso objectivo com essa iniciativa é ajudar a proporcionar aos filhos dos refugiados sírios uma educação e colocá-los no caminho para serem os futuros líderes que sua geração precisa desesperadamente”, disse o casal Clooney.

Criança síria

 

Foto: Unicef

Deixar uma resposta

Patrocinadores

css.php