Impiedosa luta por comida pode explicar a extinção dos Neandertais

Neandertal

A razão que levou ao desaparecimento, há 40 mil anos, dos Neandertais, uma espécie humana arcaica, sempre foi assunto intensamente debatido na comunidade científica. É que esta espécie sobreviveu por centenas de milhares de anos, resistindo a severas mudanças de temperatura, mas sucumbiu à repentina invasão de humanos modernos provenientes da África. 

O declínio e a eventual extinção do Neandertal tem sido frequentemente atribuída à dieta do Homo sapiens, que seria mais variada e flexível, ajustando-se melhor aos tempos de escassez. No entanto, uma equipe internacional de cientistas baseados em Tubinga, na Alemanha realizou um estudo, publicado no jornal Scientific Reports, que afirma que o menu de nossos ancestrais era composto basicamente de mamutes e plantas – o mesmo cardápio dos Neandertais.

Citados pela BBC Brasil, o professor Hervé Bocherens, do Centro Senckenberg de Evolução Humana e Paleoecologia da Universidade de Tubinga e a biogeóloga Dorothée Drucker decidiram colocar à prova a hipótese que sustenta que a dieta do humano anatomicamente moderno era mais diversa, flexível e frequentemente incluía peixes. Analisaram os fósseis mais antigos encontrados nas cavernas de Buran Kaya, na península da Crimeia, na Ucrânia, examinando os restos dos antigos humanos no contexto da fauna local. 

Como resultado, os investigadores encontraram uma proporção muito alta do nitrogénio-15 nos humanos modernos do passado. “(A substância) Não tem origem no consumo de peixes e produtos afins, mas, principalmente, de mamutes”, afirmaram. Acontece que, segundo estudos anteriores, o mamute também era uma das grandes fontes de proteína dos Neandertais. E se é verdade que, a proporção de plantas na dieta dos humanos era comparavelmente maior, as principais fontes de carne para ambas as espécies eram as mesmas, o que permite concluir que o homem de Neadertal e os ancestrais humanos modernos estavam em competição directa no que diz respeito a suas dietas.

Ou seja, pouco depois da chegada dos Homo sapiens à Europa, terá tido início uma guerra brutal por comida e outros recursos fundamentais, nomeadamente a caça a mamutes. Ameaçados, os Neandertais terão migrado para regiões marginais e menos atraentes do continente, chegando à extinção, há cerca de 25.000 ou 30.000 anos.

Foto: Creative Commons

Deixar uma resposta

Patrocinadores

css.php