Morreu Chantek, o orangotango que sabia linguagem gestual

orangotango chantek

Chantek foi um dos primeiros primatas a aprender língua gestual. Morreu agora aos 39 anos, no jardim zoológico de Atlanta, no estado da Geórgia.

O Zoo não divulgou as causas da morte, mas sabe-se que Chantek vinha sendo tratado por uma doença cardíaca progressiva. Além disso, era um dos machos mais velhos da sua espécie, pois os orangotangos são considerados idosos a partir dos 35 anos.

Chantek nasceu no Centro Nacional de Pesquisa de Primatas de Yerkes, na Geórgia, e foi entregue aos cuidados da antropologista Lyn Miles da Universidade do Tennessee, com quem passou nove anos. Foi com Lyn que Chantek aprendeu a linguagem gestual, e também a arrumar o seu quarto – o mesmo não pode ser dito de tantos humanos. Aprendeu também o caminho entre a universidade e um restaurante.

Os últimos nove anos passou-os no zoo de Atalanta, onde estava a ser seguido devido à sua condição médica. Os tratadores recordam-no como extremamente afável e sociável, embora fosse um pouco tímido com as pessoas que não conhecia bem. Por exemplo, o uso de linguagem gestual guardava-a apenas para comunicar com quem lhe estava mais próximo.

Foto: Zoo de Atalanta

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta

Patrocinadores

css.php