Na Tailândia, mulher de 91 anos recebe diploma universitário das mãos do rei

Tailandesa universitária

“Nunca é tarde demais para aprender”. A frase foi levada à letra pela tailandesa Kimlan Jinakul, de 91 anos, que recebeu esta semana um diploma universitário em Ecologia Humana, ciência que estuda as relações entre o ser humano e o meio ambiente, das mãos do rei da Tailândia, Maha Vajiralongkorn Bodindradebayavarangkun.

Segundo o canal de televisão pública Thai PBS, Kimlan Jinakul concluiu o bacharelato na Universidade Aberta Sukhothai Thammathirat, um estabelecimento de ensino superior público situado nos arredores de Banguecoque, e a entrega do diploma realizou-se esta quarta-feira, dia 9, numa cerimónia muito mediatizada que contou com a presença do próprio rei (na Tailândia é comum que os formandos de universidades públicas recebam seus diplomas de membros da família real).

Kimlan Jinakul disse que sempre quis ir à universidade e que sempre encorajou e apoiou seus filhos para que estudassem e conseguissem um diploma universitário, algo que todos cumpriram, sendo que um deles até fez um doutoramento nos EUA.  Como não teve essa oportunidade quando era jovem, inscreveu-se nesta universidade (que não cobra a matrícula dos maiores de 60 anos) ao 72 anos. A morte de uma das filhas afastou-a dos estudos, mas não desistiu e regressou às aulas em 2011, ao 85 anos. E desta vez, conseguiu cumprir o sonho de uma vida. 

“Se não estudarmos, lermos, buscarmos conhecimento, não seremos capazes de falar e fazer sentido”, disse Kimlan à Thai PBS, após receber o diploma.

Foto: via Twitter da ThaiPBS

Twitter ThaiPBS

Deixar uma resposta

Patrocinadores

css.php