Ötillö: uma maratona para salvar o Báltico

Ötillö

Se ainda anda à procura do destino de férias ideal, é um amante de natação, corrida e vida ao ar livre, então comece a planear uma viagem até Estocolmo. A maratona de Ötillö, que a CNN classificou como “uma das mais duras do mundo” realiza-se já, a 4 de Setembro.

Ötillö é uma corrida única, num local único. É a origem do movimento “Swimrun”, onde equipes de duas pessoas correm juntas de ilha para ilha (de Ö até Ö). As equipas nadam entre as 26 ilhas e correm nessas mesmas ilhas. A distância total é de 75 quilómetros, dos quais 10 são de águas abertas e 65 km de trilhos.

Esta maratona foi uma das primeiras do género, exigindo que os participantes usem o mesmo equipamento (molhado) o tempo todo, alternando entre percursos a nado e atravessar em corrida uma série de ilhas desabitadas no arquipélago de Estocolmo. O seu concorrente mais famoso, Pippa Middleton levou 13 horas para terminar a prova.

“Para terminar a prova do amanhecer ao anoitecer, os concorrentes devem ser muito boa forma e devem ser muito rápidos dentro e fora da água, pois há 52 transições”, diz o site da maratona, que teve a sua primeira edição em 2002, como consequência de uma brincadeira entre amigos. Os hotéis Utö Värdshus em Utö e Seglarhotel em Sandhamn servem de base aos participantes e também garantem o conforto e cenários ideais para juntar o desporto a uns dias de férias.

E porque o Báltico é o pulmão da vida do arquipélago de Estocolmo, a organização da Ötillö trabalha com a “Hållbara Hav” (“Sustainable Seas Initiative”) para ajudar a divulgar a importância de um Báltico limpo. Saiba mais sobre esta iniciativa aqui.

Fotos: Ötillö

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta

Patrocinadores

css.php