Tainha

Mais uma receita sustentável com os cumprimentos da World Wide Fund for Nature (WWF).Aqui quem brilha é a tainha, numa receita do chef francês, Francois Pasteau. A tainha é uma alternativa perfeita para o robalo, objecto de sobrepesca, até porque tem quase o mesmo sabor e é geralmente mais barata.

Pasteau é presidente da ONG francesa SeaWeb e um embaixador premiado para o peixe sustentável. É também, desde 1995, o chef do L’Epi Dupin, um restaurante no 6º arrondissement (distrito) de Paris, famoso pelos menus que mudam diariamente.

Preparação

Faça o chá verde e, em seguida, adicione os cubos de gengibre cristalizado e deixe arrefecer.

Corte as cenouras e as beterrabas em tiras finas usando um descascador e, em seguida, pique o funcho em pedaços pequenos. Numa frigideira, cozinhe os filetes com a pele voltada para baixo. Quando a pele estiver estaladiça e o filete estiver quase cozido, vire-o e retire a panela do lume.

Aqueça a infusão de chá e o azeite numa frigideira. Adicione as cenouras, a beterraba e, em seguida, o funcho. Mexa rapidamente e cozinhe, mantendo os legumes crocantes. Adicione o óleo de sésamo, alho picado e o gengibre fresco picado. Coloque os legumes num prato, disponha os filetes sobre estes, despeje o chá com infusão de gengibre por cima e desfrute ainda quente!

 Ingredientes

1kg de tainha (peça para escalarem e cortarem em filetes)

100g de cenouras

100g de beterraba amarela

100g de beterraba Chioggia

100g de funcho

1 dente de alho

5g de gengibre fresco

1 colher de sopa de azeite

1 colher de sopa de óleo de sésamo

50g de gengibre cristalizado

1 colher de sopa de chá verde com Bergamota (ou outro cítrico)

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta