Vamos ficar um pouco mais porcos?

PIGS-eGenesis_science_photo

Há muito que a ciência olha para os órgãos dos porcos como possíveis de serem transplantados para os seres humanos. Afinal, têm tamanhos semelhantes e funcionam mais ou menos da mesma maneira. Até agora, no entanto, o xenotransplante (como se chama) era impossível sobretudo porque esses órgãos podiam ser fatais por causa dos retrovírus – os Pervs – que estavam no próprio ADN dos suínos. Logo, não podiam ser tratados.

Mais esses retrovírus, caso entrassem num humano podiam também passar para outros, causando uma epidemia.

Mas agora uma equipa de investigadores conseguiu criar porcos vivos sem estes Pervs, utilizando uma técnica de edição de genes.A descoberta foi conseguida por empresa de biotecnologia de Cambridge, Inglaterra, a eGenesis, e os resultados publicados na revista science.

Foi assim aberta a porta a utilização de porcos como dadores de órgãos, o que pode vir a ser considerado como extremamente benéfico, visto que a maior dificuldade nos transplantes humanos prende-se precisamente com a escassez de órgãos disponíveis. Continuam ainda a existir vários desafios técnicos a esta tipo de xenotransplante, já para não falar das questões éticas, mas foi sem dúvida dado um grande passo.

xenotransplante

Foto eGenesis

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta

Patrocinadores

css.php