60% do território português enfrenta seca severa e extrema

No final de Agosto, 60% do território português enfrentava a mesma ameaça: seca severa e extrema. Os dados divulgados agora pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) mostram, no entanto, que face ao mês de Julho, houve um desagravamento na ordem dos 20% da área em seca severa e extrema no país.

O boletim climatológico do passado mês mostra que a 31 de Agosto, 58,9% do território estava em seca severa e 0,7% em seca extrema, contrastando com os 69,6 em seca severa e 9,2 em seca extrema verificados no final de Julho. Segundo o boletim deste instituto, 2,6% do território estava em seca fraca e 37,8% em seca moderada, no final do mês passado.

Valores de precipitação média de apenas 8,2 milímetros- cerca de 60% do valor médio- em Portugal Continental ajudam a explicar os elevados níveis de seca sentidos em Portugal nos últimos meses.

Foto: Andrea Picanza / flickr

Deixar uma resposta

Patrocinadores

css.php