Algoritmo contribui para projecto de arquitectura

Algoritmos ao serviço da arquitectura

Agora os algoritmos também são usados em arquitectura. Para o projecto de construção da casa de concertos Elbphillarmonie, em Hamburgo, contribuíram para a própria concepção do espaço e em particular para a definição da acústica. O resultado foi espectacular.

Levou sete anos a mais do que era suposto para ser construído e os seus custos foram multiplicados por dez em relação aos orçamentos iniciais, mas os arquitectos suíços que projectaram esta sala de concertos, Jacques Herzog e Pierre Meuron, dizem que valeu a pena.

Autores dos projectos do Tate Modern, em Londres, e do Walt Disney Concert Hall, em Los Angeles, dividiam a enorme responsabilidade de superar as expectativas com esta nova encomenda e, ao que tudo parece, os objectivos foram atingidos.

Dez mil painéis acústicos, constituídos, cada um, por um milhão de “células”, feitos em fibra de gesso, forram tecto e paredes. Quando as ondas de som atingem estes painéis, as células absorvem ou fazem ressoar essas ondas pelo ambiente. Nenhuma se comporta da mesma forma, mas juntas criam na sala de concertos um som perfeito, que pode ser ouvido com a mesma qualidade nos quatro cantos do auditório.

Esta engenharia é complementada por uma fachada revestida a telas que mudam de cor e podem criar um show para quem passa na rua.

Fotos: via Bored Panda 

Patrocinadores

css.php