Hortas urbanas nos telhados das estações de metro dão nova vida às ruas de Tóquio

uma nova paisagem para os telhados de tóquio

 

Avistar uma pequena horta urbana no cimo de um prédio de uma grande cidade é cada vez mais frequente. A criatividade junta-se ao desejo de ter um pequeno talhão de terra para plantar os próprios alimentos e vão surgindo pequenos focos verdes pelas cidades. Tóquio, a gigante metrópole japonesa também está a aderir a esta moda, com hortas urbanas e pequenos jardins criados nos telhados das estações de metro e de autocarros.

Numa cidade onde a população ascende os 13,62 milhões de pessoas, qualquer pequeno espacinho livre é um verdadeiro luxo. O projecto Soradofarm quer assim incentivar os habitantes locais a fazer um melhor aproveitamento destes espaços públicos, desafiando-os a criar um jardim e hortas nos telhados dos edifícios de transportes públicos da cidade.

Com o apoio da empresa responsável pelo metro de Tóquio e da Ekipara, que faz a gestão do entretenimento e comércio dentro das estações, o projecto passou do papel para a realidade e é um caso de sucesso na cidade. Mas há algumas pequenas diferenças entre este projecto e as ditas hortas urbanas convencionais. Neste caso, cada pessoa paga um montante simbólico todos os anos, ficando assim proprietário daquele pedaço de terra, com cerca de três metros quadrados de área verde. Aí poderá plantar vegetais, flores, o que quiser.

Neste momento, o Soradofarm já está presente em cinco hortas e jardins de Tóquio, mas para o futuro os planos passam por expandir esta ideia por todos os telhados de estações de metro da cidade.

Uma boa ideia para tornar as grandes metrópoles do mundo um pouco mais verdes.

Foto: Saradofarm

Patrocinadores

css.php