Para travar o preço da madeira queimada governo lança sistema de cotações

O governo anunciou um pacote de medidas que visam tornar o mercado da madeira mais transparente. De entre elas destaca-se a criação de um sistema simplificado de cotações de mercado de produtos florestais. O objectivo é travar o preço da madeira queimada.

No final de uma reunião com a Plataforma de Acompanhamento das Relações nas Fileiras Florestais (PARF), o secretário de Estado das Florestas, Miguel Freitas, anunciou a criação de um sistema simplificado de cotações de mercado de produtos florestais.

“É muito importante saber a evolução das cotações de mercado, particularmente da madeira queimada”, sublinhou o governante. O lançamento desta medida “já estava previsto para o próximo ano, mas foi antecipada”, frisou.

Segundo Miguel Freitas em breve será produzida nova legislação para “a obrigatoriedade de entrega da declaração de corte ou arranque de árvores e espécies florestais destinadas à comercialização e autoconsumo para transformação industrial”.

A criação de uma linha de crédito de 3 milhões de euros para apoiar a indústria de armazenagem de produtos florestais e garantir o preço à produção, limitando a possibilidade de recorrer ao crédito “aqueles operadores que garantam um preço mínimo”, foi outra medida anunciada.

Foto: Hugodelgado

Deixar uma resposta

Patrocinadores

css.php