Al Gore quer formar os novos activistas ambientais do futuro

The Climate Reality Project anunciou que a organização vai realizar a sua 38.ª formação Climate Reality Leadership Corps de activistas ambientais em Berlim, na Alemanha, entre 26 e 28 de Junho próximos.

Estão abertas as inscrições para a formação de três dias onde o ex-Vice-Presidente dos EUA e Prémio Nobel da Paz, fundador do Climate Reality, formará pessoas de todo o mundo para tornarem-se Climate Reality Leaders e liderarem acções para enfrentar a crise climática. Esta será a primeira destas formações na Europa desde 2013.

“A Alemanha tem demonstrado que os investimentos em energias renováveis e em tecnologias de eficiência energética são fundamentais para a transição para uma economia de baixo carbono sem comprometer o crescimento económico”, disse Al Gore. “Desejo conhecer e escutar os inspiradores activistas ambientais da Alemanha e de toda a Europa que ajudam a impulsionar acções de combate às alterações climáticas e que continuarão a acelerar a mudança global em relação aos combustíveis fósseis.”

 A formação oferece a oportunidade de aprender directamente com Al Gore e com uma equipa de cientistas climáticos e de comunicadores de renome sobre como inspirar a passagem à acção e liderar as suas comunidades na luta por um futuro sustentável alimentado por energias limpas.

A formação compreenderá sessões multidisciplinares onde os participantes vão explorar como sensibilizar o público para a crise climática, como construir apoio para soluções práticas ao nosso alcance e como pressionar os líderes governamentais a agir. Os participantes aprenderão também a fazer a apresentação que ficou famosa no documentário de 2006, vencedor de um Óscar, Uma Verdade Inconveniente® e no filme estreado no ano passado Uma Sequela Inconveniente: A Verdade ao Poder®.

A formação chega a Berlim num momento em que a Alemanha e a União Europeia estão a sentir fortemente os efeitos das alterações climáticas. Os europeus já experimentaram ondas de calor mortais, inundações perigosas e uma rápida redução do volume de neve, resultado do agravamento da crise climática. Sem uma acção concertada dos líderes governamentais, provavelmente estes impactos agravar-se-ão nos próximos anos.

A Alemanha está a implementar uma estratégia de transição energética para afastar o país da utilização de carvão. Políticas de acção climática como esta podem influenciar outros países da Europa Central e de Leste, levando-os a reexaminar as suas próprias políticas. Os desafios para a Alemanha e para a Europa como um todo acelerarão esta mesma transição, eliminando gradualmente a produção de carvão, cumprindo assim as metas ambiciosas do Acordo de Paris e assegurando que a mudança para fontes de energia renovável é justa para todos, em particular para os muitos trabalhadores das indústrias de combustíveis fósseis na Europa.

Todas as informações sobre a formação do Climate Reality Leadership Corps em Berlim, aqui.