O ateliê holandês UNStudio venceu o concurso internacional para o projecto de um novo empreendimento no local do antigo Deutsche Bank, em Frankfurt, na Alemanha.

A ideia vencedora propõe “um empreendimento de uso misto, que envolve escritórios, apartamentos, hotéis, comércio, restauração e espaços públicos abertos”, avança o Construir. São quatro torres, até 228 metros de altura, que proporcionarão 600 novos apartamentos para o novo distrito central da cidade germânica. As torres principais tornar-se-ão “os edifícios residenciais e de escritórios mais altos de Frankfurt.

“Trazer um projecto de uso misto para este distrito financeiro irá não só revitalizar a área durante o dia, mas também introduzir programas nocturnos e criar uma forma essencial de sustentabilidade social nesta parte da cidade. A introdução dos componentes residencial e de lazer são a chave para esta estratégia”, explicou Ben van Berkel, arquitecto da UNStudio.

De acordo com as declarações do fundador do ateliê, “esta família de torres esculturais criará também a sugestão de um bairro coeso dentro da manha urbana e enfatiza a importância desta parte da cidade no conjunto”.

Um dos objectivos da proposta consiste na abertura do lugar para o centro da cidade e na integração das fachadas dos edifícios classificados na Junghofstrasse. Novos caminhos, passagens e praças de ligação no local irão avivar a área e ligá-la às zonas pedestres no centro.

Por sua vez, espaços de acesso público, como uma cobertura ajardinada, uma praça, múltiplos restaurantes e espaços de comércio visam melhorar a qualidade do tempo passado no distrito financeiro. Da mesma forma, as propostas estão em linha com os objectivos da cidade para tornar a área mais acessível e gerar uma maior utilização pública, criando, simultaneamento, espaço para apartamentos e hotéis.

As quatro torres e os espaços públicos no local onde se situava o Deutsche Bank formarão um novo quarteirão. Duas das torres estão destinadas ao uso residencial e serão ainda desenvolvidas áreas para restauração e retalho. O início da construção do novo bairro está previsto para este ano, enquanto que o primeiro edifício deverá estar pronto a ser utilizado em 2020.

Deixar uma resposta