Austrália: aberta investigação a trabalhadores que enterraram vivas centenas de galinhas

10 mil aves estavam a ser transportadas num camião quando o impensável aconteceu: o veículo caiu de uma encosta, provocando a morte imediata a mais de 25 mil animais. O caso ganha agora novos contornos, com várias organizações de defesa animal a alegar que centenas de galinhas foram enterradas vivas no local do acidente.

Chamados ao local para limpar o terrível cenário, trabalhadores municipais terão alegadamente enterrado sem critério algum os bichos ali despojados, com vários animais a serem cobertos de areia ainda com vida.

O caso foi descoberto graças a um vídeo partilhado nas redes sociais pela organização Vegan Act, que prontamente tinha acorrido ao local para ajudar nas operações de resgate dos animais.

Face às imagens que já se tornaram virais, a empresa responsável pelo transporte dos animais já veio a público dizer que o vídeo era “completamente inaceitável e viola todos os nossos procedimentos e políticas no resgate de animais”.

“Antes que conseguíssemos ver alguma coisa, já ouvíamos o chilrear assustado dos animais, sendo claro que alguma coisa não estava bem, e que alguns deles tinham sido enterrados vivos”, afirmou Michelle Swann, activista desta ong.  “De imediato começámos a escavar o enorme monte de areia à mão, a tentar salvar os animais que chilreavam. Havia milhares de corpos por todo o lado”, lamentou Michelle.

Voluntários no local conseguiram recuperar cerca de 140 galinhas ainda vivas.

Foto: Vegan Act Facebook