Bolsas de toilette da TAP ganham prémio de sustentabilidade

As novas bolsas de toilette da TAP foram premiadas pela publicação britânica Travel Plus, dedicada aos passageiros frequentes. Estas bolsas receberam o prémio Gold Award na categoria de Best Ethically/Sustainable Kit (“Kit mais ético e sustentável”, em português).

Nestas bolsas, os materiais sintéticos foram substituídos por produtos naturais, sendo que as próprias bolsas – e o seu conteúdo (meias, viseiras e protectores de ouvido) – são agora fabricados com ingredientes 100% naturais e feitos de materiais reciclados. Também os artigos de higiene pessoal e cosméticos são completamente livre de sulfadot, parabenos, ftalatos e corantes artificiais, não tendo sido testados em animais.

“Com o lançamento das novas bolsas de toilette a TAP reforça as suas práticas de sustentabilidade, área em que o seu posicionamento é aclamado a nível mundial”, explica a empresa no seu site.

Em 2010, a TAP foi distinguida pela UNESCO e pela International Union of Geological Sciences com o Prémio Planeta Terra IYPE 2010, na categoria Produto Sustentável Mais Inovador, devido ao seu pioneirismo no Programa de Compensação de Emissões.

Existe um forte envolvimento e empenho da TAP nas questões de responsabilidade ambiental. A par do já referido Programa de Compensação de Emissões, e entre outras iniciativas relevantes, destaca-se o projeto dirigido ao público interno, designado Agir Eco, cujo conceito se baseia na renovação do compromisso de protecção do ambiente pela companhia, mobilizando e envolvendo todos os trabalhadores da TAP em ações concretas do dia-a-dia”, explica a empresa.

Conheça todos os vencedores deste prémio.

“A TAP tem ainda prestado significativos contributos para a preservação e reabilitação de espécies animais ameaçadas, de que são exemplos recentes o transporte de uma tartaruga-de-kemp de regresso ao seu habitat natural ou as cinco águias pesqueiras que voaram num avião da companhia aérea de Helsínquia para Lisboa”, conclui a empresa.

Deixar uma resposta