Empresa israelita recicla o papel enviado para a sanita

Há inovações sustentáveis sobre as quais não é fácil escrever, quanto mais perceber ou explicar. Um desses exemplos é o da empresa israelita Applied Clean Tech, que aproveita a polpa de celulose encontrada nas águas residuais negras para fabricar papel reciclado.

Segundo o Treehugger, a empresa liderada por Rafael Aharon aproveita e transforma todos os papéis que colocamos na nossa sanita, fabricando vários produtos relacionados com a indústria do papel, incluindo envelopes.

“Na verdade, descobrimos uma nova fonte de papel” – explicou Aharon ao Treehugger. “É uma fonte muito interessante, se a recolhermos no ponto a que o fazemos, ou seja, antes que os processos biológicos derivados do tratamento de águas residuais a destruam”.

De acordo com o CEO e fundador da Applied Clean Tech, nos últimos anos, a empresa tem aproveitado o seu know-how para transformar a polpa de celulose em papel reciclado, sobretudo envelopes.

Segundo Aharon, este negócio é uma mina-de-ouro em potência, podendo revolucionar toda a indústria da reciclagem e ser responsável, no futuro,  por uns estonteantes 10% do mercado global de papel.

Apesar de tudo, o empresário sabe que há toda uma montanha a ultrapassar antes de levar esta inovação para outros locais do mundo, nada que o faça perder o sono, porém. “Sim, estou ciente que há aqui um problema psicológico”, explicou.

A Applied Clean Tech está em negociações com estações de tratamento de águas nos Estados Unidos e Europa. A partir do momento em que esta tecnologia estiver implementada em massa, pode ser que a indústria do papel deixe em paz algumas das árvores de que se server diariamente. E aí não há montanhas psicológicas a escalar.

Deixar uma resposta

Patrocinadores

css.php