Grupo Lego aumentou eficiência energética em 60% nos últimos três anos

A fabricante de brinquedos Lego excedeu “largamente, em 2010, a meta de 10% planeada para o aumento de eficiência energética” que foi colocada em 2007.

Segundo o Progress Report da Lego, e devido a várias medidas tomadas, sobretudo, em 2009, a eficiência energética da empresa aumentou em 60% de 2007 para 2010 – acima dos 10% que eram o objectivo para este triénio.

O objectivo para 2011 é aumentar a eficiência energética em 5%, tendo em conta os resultados do ano passado.

Ainda de acordo como o Progress Report do grupo dinamarquês, revelado na semana passada, até 2015 o grande objectivo é assegurar que 50% do fornecimento de energia seja proveniente de fontes renováveis, subindo a fasquia para 100% até 2020.

“O Grupo Lego desenvolve medidas activas para reduzir o seu impacto no ambiente, por exemplo, através do uso mais eficiente de energia”, explica a empresa.

“Nos últimos sete anos mantivemos um foco constante da melhoria da eficiência e eficácia das nossas operações, e fortalecemos significativamente as principais capacidades da organização. Vamos continuar a melhorar o nosso modelo de operação”, explicou, no Progress Report, o presidente e CEO da Lego, Jorgen Vig Knudstorp.

Consulte o Progress Report de 2010 da Lego.

Em relação à gestão de resíduos, o objectivo para 2010 foi atingido, com 87% de todos os resíduos reciclados – o objectivo encontrava-se nos 80%.

De acordo com este relatório, o Grupo Lego tornou-se também num lugar mais seguro para se trabalhar. Assim, em 2010 a taxa de acidentes de trabalho diminuiu cerca de 38% comparativamente ao ano anterior. O objectivo da empresa, ainda assim, é reduzir a frequência destes acidentes mais 80% até 2015, tornando o Grupo Lego num dos sítios mais seguros do mundo para se trabalhar.

Finalmente, o grupo anunciou ainda que a sua quota de mercado global aumentou de 4,8% no final de 2009 para aproximadamente 5,9% no fim de 2010.

Deixar uma resposta

Patrocinadores

css.php