Lidl Portugal reduz o consumo de plástico em 20% até 2025

Sob o mote “A Caminho do Amanhã”, o Lidl Portugal definiu uma meta: o consumo de plástico do Lidl em Portugal será reduzido em pelo menos 20% até 2025. Para alcançar este objectivo a cadeia de supermercados irá implementar várias medidas associadas às embalagens dos seus produtos de marca própria, que representa cerca de 80% dos produtos vendidos pelo Lidl Portugal, bem como as embalagens exteriores de produtos de marcas de fabricante.

Em comunicado, o Lidl anuncia igualmente que “até 2025, 100% das embalagens plásticas de marca própria incorporam materiais recicláveis, apoiando assim parte da estratégia europeia para os plásticos apresentada recentemente pela Comissão Europeia”.

Em linha com a sua aposta na eficiência, o Lidl investe há já vários anos na redução do uso dos materiais utilizados nas embalagens, enquanto melhora o potencial de reciclagem dos mesmos. Desde Julho de 1995, data da entrada do Lidl no mercado português, foi introduzido o pagamento dos sacos de plástico, de forma a incentivar uma utilização prudente e ponderada dos mesmos.

O Lidl Portugal defende, com efeito, a economia circular, como prova de uma política de gestão de recursos eficiente e como forma de prevenir resíduos e contribuir para a redução do desperdício. A marca aposta por isso na promoção de processos de gestão de resíduos por valorização/reciclagem em todo o país, nas suas mais de 250 lojas e 4 centros logísticos, tendo reciclado e/ou valorizado mais de 3.500 toneladas de plástico apenas nos últimos três anos. Outro exemplo é que todo o cartão separado é reciclado, dando vida a novas embalagens e evitando desperdício. 

Para dar continuidade à sua política de gestão eficiente de recursos a empresa assinou recentemente uma pareceria com a AMB3E, enquanto entidade gestora do fluxo de embalagens e resíduos de embalagens, com o objectivo de reforçar o princípio da sustentabilidade e contribuir para o aumento do ciclo de vida dos materiais.

A aposta numa política de sustentabilidade 360º é visível também nos seus produtos, com um grande esforço de certificação associadas à procura pela máxima qualidade ao melhor preço. Por exemplo, a totalidade da oferta de bacalhau do Lidl tem a certificação MSC, que permite o rastreio do produto durante todo o processo de produção e assegura a sustentabilidade da espécie.

Também os ovos de ovos de galinhas de gaiola já não têm lugar nas lojas Lidl, com a marca a promover o bem-estar animal e a qualidade do seu produto final. No que toca a chocolate, toda a sua gama Favorina oferece chocolates com cacau produzido de forma sustentável, garantindo a qualidade da produção e o respeito pelos direitos dos trabalhadores envolvidos.

Foto: via Creative Commons