Moçambique, o país mais amigo do ambiente

Moçambique recebeu hoje o título de “país mais amigo do ambiente” e é fácil perceber o porquê desta distinção: 99,87% da energia consumida no país provém de energias renováveis, os níveis de emissões de dióxido de carbono rondam apenas as 0,1 toneladas por pessoa (Portugal tem valores na ordem das 4,42 toneladas) e há uma reposição de 0,07 árvores abatidas.

A distinção foi atribuída esta quarta-feira pela consultora MoneySupermaket, depois de analisar o impacto ambiental de 102 países do nosso planeta.

Moçambique surge assim como o grande líder mundial na utilização das energias “limpas”, com a Etiópia a aparecer logo de seguida na lista, acompanhada de muito perto pela Zâmbia e Lituânia.

Mas nem tudo são rosas em termos ambientais no país agora apelidado de “mais verde do mundo”. “O grande senão de Moçambique é a total falta de tratamento que faz das suas águas residuais”, alertou a consultora responsável pelo estudo.

Do lado dos países mais poluidores, Trindade e Tobago, Estados Unidos da América e Sri Lanka surgem como os principais causadores de problemas ambientais. Portugal, por sua vez, não tem grandes motivos para celebrar, já que surge em 72º do ranking agora divulgado.

Foto: via Creative Commons 

Deixar uma resposta

Patrocinadores