Moreira da Silva: “Portugal é um país que é líder mundial no crescimento verde”

Para o ministro do Ambiente, Ordenamento do Território e Energia, Portugal está na linha da frente dos países que mais têm feito em prol de um crescimento verde e esta posição entre os líderes mundiais do crescimento sustentável é “muito importante para reduzir custos”, que em última instância se traduzem em benefícios para as empresas e para o consumidor.

“Portugal é AAA na área do ambiente e crescimento verde e isso é importante para atrair investimento”, afirmou Jorge Moreira da Silva esta quarta-feira durante a conferência “Crescimento Verde: Perspectivas Nacionais e Globais”, inserida na Green Business Week, a decorrer em Lisboa.

“Portugal é um país que é líder mundial no crescimento verde”, sublinhou o ministro, indicando que para esta excelência muito contribuíram as reformas estruturais encetadas pelo actual Governo, como as reformas energética e, mais recentemente, da fiscalidade verde.

Falando desta última medida, o ministro referiu que a reforma da fiscalidade verde nacional é “um exemplo que está a ser discutido a nível global”. “Esperamos que outros países na Europa implementem reformas semelhantes. A reforma da fiscalidade verde vai ser uma história de sucesso não só pelo timming como pela forma como está a ser implementada”, indicou o responsável pela pasta do ambiente.

Paulo Lemos, secretário de Estado do Ambiente – que também esteve presente na conferência – vai mais longe e afirma que a fiscalidade verde é um “instrumento essencial para orientar comportamentos e investimentos”.

O secretário de Estado corrobora a opinião do ministro e reitera que Portugal está no bom caminho no que respeita ao crescimento verde nacional. “É um mercado em expansão – que está a crescer 4% ao ano, apesar da crise. Somos um país qualificado a nível ambiental, temos um clima e um capital natural que nos distingue dos outros países, temos um elevado índice de inovação e temos empresas e universidades que têm um grande domínio nesta área”, afirmou Paulo Lemos no encerramento da conferência.

“Há um grande interesse dos agentes económicos no crescimento verde e acreditamos que esta foi uma aposta ganha”, concluiu Paulo Lemos.

Foto: PSD – Partido Social Democrata / Creative Commons

Deixar uma resposta

Patrocinadores