O regresso a Chernobyl, 30 anos depois (com FOTOS)

Prypyat mon Amour (2012)

Há exactamente 30 anos, o mundo acordava com a trágica notícia do desastre nuclear de Chernobyl. A explosão de um dos reactores da central nuclear provocou a morte a 31 pessoas, ainda que muitas outras tenham morrido nos meses seguintes, devido aos elevados níveis de radiação que se espalharam pela região e que alastraram pela antiga URSS e Europa.

Nos dez dias seguintes à explosão, cerca de 130.000 pessoas foram evacuadas da cidade de Pripyat, próxima da central de Chernobil e criada com o propósito de albergar os trabalhadores e as suas famílias.

A fotógrafa Alina Rudya, que vive em Berlim, na Alemanha, regressou a Chernobyl em 2012. Alina deixou o local com apenas um ano, quando a sua família foi obrigada a fugir da aterradora e macabra explosão.

Muitos dos edifícios de Chernobyl – e arredores – permanecem no seu local, ruínas do que foi, em tempos muito passados, uma cidade banal, como tantas outras em todos os cantos do Planeta. Veja-os – ou reveja-os – na nossa galeria.

Deixar uma resposta

Patrocinadores

css.php