Os cemitérios de Hong Kong

Hong Kong é uma das cidades mais populosas do mundo e este problema reflecte-se na altura de enterrar os mortos. Os cemitérios da cidade estão completamente cheios, ocupando várias encostas da cidade, e não existe mais terreno disponível para criar novos locais de enterro.

Os poucos lugares que ainda estão disponíveis nos cemitérios já existentes podem atingir valores na ordem dos €27.800 – o que não é acessível para a maioria dos habitantes de Hong Kong. Como alternativa existe uma espera média de cinco anos por um pequeno espaço nos columbários públicos, onde milhares de urnas com cinzas cremadas são armazenadas.

O problema é de tal ordem que se equaciona já a construção de cemitérios flutuantes. Em 2012, uma empresa chinesa propôs a criação do “Floating Eternity”, uma estrutura flutuante, ao estilo de um cruzeiro com muita vegetação, que albergaria os mortos da cidade. Embora o conceito seja bizarro pode ser uma solução para os problemas que Hong Kong tem para enterrar os seus mortos.

Deixar uma resposta