Pesquisa sul-coreana transforma lodo de esgoto em biocombustível

Uma equipa de investigadores sul-coreanos inventou uma nova forma de criar combustível a partir do lodo de esgoto, a uma fracção do custo das fontes tradicionais. Segundo o Inhabitat, a novidade não é a transformação de esgoto em biocombustíveis, mas sim a nova forma de extrair lípidos, os compostos utilizados para criar biocombustíveis, utilizando uma central de tratamento de resíduos local.

O processo envolve a utilização de calor para extrair os lípidos, em vez da utilização de catálise, o método anterior.

Esta técnica, que está a ser ultimada pelo Research Institute of Industrial Science and Technology, abre novas opções para a reciclagem de resíduos. “Os resíduos não são simplesmente resíduos – eles podem ser convertidos em recursos úteis, como biocombustíveis”, explicou Eilhann Kwon, um dos pesquisadores envolvidos na investigação.

Segundo explicou ao Chemical and Engeneering News Rafael Hernandez, da Mississippi State University, este novo processo parece ser “muito encorajador”, ainda que o seu custo possa variar, uma vez que depende da própria estação de tratamento de resíduos. Hernandez tem trabalhado com o método tradicional de transformar lodo do esgoto em biocombustíveis.

Segundo a Chemical and Engeneering News,  cada litro de biocombustível a partir de esgoto poderá custar €0,02 (R$0,06), contra os €0,63 (R$1,62) de biocombustível feito com soja, por exemplo.

Deixar uma resposta