A Renova anunciou que já tem no mercado as suas primeiras embalagens em papel, para substituir as anteriores embalagens de plástico. Segundo a empresa, as novas embalagens em papel estão a ser usadas numa gama de papel higiénico com quatro ofertas distintas: Hyper Soft , Balance, Ultra Fort e Recycled. Todos estes produtos têm o mesmo preço que os anteriores que recorriam a embalagens de plástico.

A empresa diz que o abandono do plástico nas embalagens é uma estratégia que vai alargar a mais produtos no futuro.

O plástico está na ordem do dia e pelas piores razões, razão pela qual já há empresas e municípios a anunciar estratégias para combater o problema causado pela poluição deste tipo. A Adidas comprometeu-se a usar cada vez mais deste material reciclado para os seus produtos, de forma a combater o lixo. MacDonalds e Starbucks também se juntaram à luta e estão a investir em copos de um novo material que seja 100% reciclável. Já a cidade de Lisboa prevê eliminar 50 toneladas de plástico por ano com a supressão das cuvetes em plástico onde eram até agora servidas as refeições aos alunos do 1º ciclo e jardins de infância.

Boa parte do lixo de plástico que produzimos acaba por ir parar aos oceanos. Ainda recentemente, as praias da República Dominicana foram invadidas por um mar de plástico. Em três dias, 500 voluntários recolheram da areia 30 toneladas de lixo.