Telhados verdes podem tornar-se obrigatórios em Curitiba, no Brasil

Os telhados verdes podem estar prestes a tornar-se obrigatórios nos novos edifícios de Curitiba, no Paraná, Brasil. Um novo projecto de lei prevê esta medida como condição necessária para a aprovação dos empreendimentos.

As estruturas podem revelar-se grandes aliadas no combate a problemas típicos das grandes cidades, como cheias e ilhas de calor.

O projecto de lei apresentado pelo vereador Galdino à Câmara Municipal propõe que, para serem aprovados pela prefeitura da capital paranaense, os novos projectos de empreendimentos residenciais ou comerciais que possuam mais de três unidades agrupadas verticalmente devem prever a construção de um telhado verde na sua cobertura.

O projecto define ainda que a vegetação usada na cobertura deve ser, preferencialmente, nativa e exigir pouca quantidade de água, para que não sirva de habitat a mosquitos como o aedes aegypti.

Inspirada num modelo instaurado em São Paulo, a medida pretende reduzir a poluição do ar e as ilhas de calor em Curitiba e facilitar a drenagem da água da chuva, ajudando a evitar inundações. Trará ainda conforto térmico e isolamento acústico aos moradores e utilizadores dos prédios.

O projecto já foi aprovado pela Comissão de Legislação, Justiça e Redacção – seguirá agora para análise da Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável. Para que se torne lei, terá ainda de ser votado no plenário da Câmara Municipal de Curitiba e sancionado pelo prefeito da cidade.

Recorde o telhado verde o centro de saúde de Areias, Santo Tirso, que ontem destacámos no Green Savers.

Deixar uma resposta

Patrocinadores